Dicas

_____________________________________________


Limpeza de joias e pedras preciosas


As joias e pedras preciosas necessitam de cuidados especiais para se manterem limpas e brilhantes. A oleosidade da pele e dos sabonetes, perfumes e cosméticos em geral afetam as joias e, em especial, os diamantes e outras pedras. Com o uso, resíduos destes produtos vão acumulando-se na superfície das pedras e do ouro, tornando-os opacos e sem vida. A limpeza do ouro é mais fácil, mas as pedras, por estarem cravadas, tendem a acumular mais resíduos na parte de baixo, o que torna a limpeza mais complexa. Se não houver limpeza constante, após um tempo de uso somente um ourives será capaz de limpá-las por completo. Um método de limpeza caseiro consiste no seguinte procedimento:

  • Em uma tigela pequena coloque água morna e detergente neutro;
  • Mergulhe as peças nesta solução e deixe agir por 15 minutos;
  • Após retire-as e delicadamente passe uma escova de dente de cerda mole;
  • Depois de limpas com a escova de dente, transfira-as novamente para a solução de água e detergente e deixe-as por mais 5 minutos;
  • Retire-as da solução e enxague-as com água morna;
  • Seque-as com um pano macio e depois lustre com uma flanela ou outro pano macio que não solte felpas.

_________________________________________________________________________________________


Os diamantes e suas imitações 

Os avanços das tecnologias da indústria química vêm permitindo a produção de diamantes sintéticos cada vez mais semelhantes a um diamante verdadeiro, inclusive na reprodução da luz e na dureza. Alguns são tão parecidos que até mesmo profissionais da área precisam usar equipamentos de detecção para ter certeza. Vale ressaltar que maior parte dos fabricantes de diamantes sintéticos o fazem por se tratar de um grande comércio alternativo, e não com o intuito de enganar compradores e consumidores. Entre as imitações existentes destaca-se a chamada Moissanite - imitação sintética que mais "equilibra" a relação preço X qualidade. Imitações mais perfeitas que a Moissanite tendem a ter um custo de produção mais elevado e, por isso, sua produção nem sempre é comercialmente viável. A mais comercializada "cópia" de diamantes é a Zircônia, que por ter um custo muito baixo é bastante utilizada em peças de prata e folheado, embora seja também usada em peças de ouro. Porém, mesmo Zircônias de excelente qualidade são identificadas com facilidade por um profissional. Assim como a  Zircônia e outras imitações, a Moissanite não pode ser comparada a um diamante, pois não é uma gema, e sim, um produto totalmente sintético que tenta reproduzir as propriedades naturais e o  brilho de um diamante. Embora muito semelhante, características da Moissanite como brilho, dureza, dispersão e refração são diferentes das do diamante verdadeiro.

Obs.: a foto ao lado é a reprodução de dois diamantes Brilhante, e não um diamante e uma Moissanite como poderia se supor.

____________________________________________________________________________________________


Diamantes gemológicos e industriais


Os diamantes gemológicos são aqueles cujas características de tamanho, forma, cor e pureza possuem os padrões mínimos para serem utilizados pela joalheria. Os diamantes gemológicos representam apenas aproximados 10% da produção total mundial de diamantes.

Os diamantes industriais são diamantes naturais que não atendem às especificações mínimas para serem utilizados em joias. Geralmente, não possuem forma para serem lapidados e são extremamente escuros e opacos. Contudo, apresentam dureza inigualável, razão pela qual são utilizados, depois de moídos, na produção de ferramentas e máquinas de corte e perfuração. Os diamantes industriais existem em relativa abundância, representando aproximadamente 90% da produção total mundial de diamantes.


Foto de diamantes gemológicos em seu estado bruto.

___________________________________________________________________________________________